Cesar Campeão Mundial
28 de Fevereiro de 2018
Hamsa
1 de Março de 2018

Notícias

AGRADECIMENTO - PROVA DE TRABALHO 2007
Policiais da guarda metropolitana de Santana do parnaíba fazendo excelente treinamento com cane corsos do canil. Eles estão treinando estes cães p posteriormente trabalharem auxiliando a população. Agradecimento especial ao medico veterinário Dr. Domenico Leite. *ZEUS ganhou de mais de 15 canis, de cães mais experientes e mais uma vez comprovando a qualidade do Canil Kaufman
ABRACINO - VALORIZAÇÃO DA CINOTECNIA BRASILEIRA
Com o objetivo de ser referencial de qualidade e compromisso com as questões cinotécnicas no Brasil, a Abracino busca profissionalizar pessoas, melhorar as leis de posse responsável de animais, e vem contribuindo de maneira significativa para a administração e a fiscalização do segmento. Fundada em 1º de julho de 2003, a Associação Brasileira de Cinotécnicos (Abracino) tem representado o setor da cinotecnia com grande dedicação e responsabilidade. Seu foco é justamente promover a melhoria das condições de vida, saúde, estética, estrutura, temperamento e adestramento dos animais em especial cães de trabalho, esporte e companhia. Para isso, a associação tem representado os interesses dos cinotécnicos, com a visão do reconhecimento e regulamentação desta profissão, que a cada dia assume fundamental importância no Brasil. Com Eduardo Gustavo Sprotte exercendo a presidência, seguido de Daniel Augusto Ramos. Ignácio com vice - presidente e Décio Tommasini Carraro, responsável pela superintendência de marketing, a Abracino reúne em seu quadro social, profissionais de todo o Brasil que trabalham com cães e demais pets, tais como: adestradores, handlers, criadores, dog sitters, tosadores, groomings, tratadores, banhistas, funcionários de canis e outros. De acordo com o vice presidente da Abracino e ex - Militar do Estado de São Paulo, Capitão PM Daniel Ignácio, a associação tem como filosofia promover a cultura, a pesquisa, a técnica e o desenvolvimento das profissões ligadas a cinofilia, sempre trabalhando em prol da melhoria do animal. Localizada na Zona Norte de São Paulo, a associação conta atualmente com os três superintendentes e cerca de 50 associados. Para filiar-se a Abracino, é necessário que profissional da área tenha sua aptidão comprovada. Além disso os associados deverão contribuir com uma anuidade no valor de R$ 150,00 ou mensalidade de R$ 15,00. Valores esses, fixados anualmente pela Assembléia Geral ordinária, por proposta da diretoria executiva. Ao focar o aspecto "integrante Abracino", a associação visa criar medidas que promovam as profissões cinotécnicas e que atendam suas necessidades sociais. Para isso, a Abracino oferece aos associados cursos profissionalizantes permanentes, com consideráveis descontos, e orientação para administração e legalização de suas atividades. Além disso, seus integrantes têm facilidades na aquisição de planos de saúde, seguros profissionais e convênios com fornecedores de materiais de interesse, atividades recreativas e sociais. São diversas as iniciativas que a Associação Brasileira de Cinotécnicos desenvolve, a fim de fortalecer cada vez mais direito dos animais. Dentro os projetos realizados pela Abricino, estão o curso de formação de Adestradores de Cães e a Posse Responsável com o concurso de manejo e adestramento básico para proprietários de cães. O vice-presidente, Daniel Ignácio, ressalta que Abracino visa forma os adestradores de cães com curso reconhecido pelo MEC, além de reconhecer as profissões cinotécnicas junto ao Ministério do Trabalho e disciplinar questões como a posse de cães bravios, assim como a criação e comercialização de cães. A Abracino ainda conta com parcerias junto a empresas e ONGs, com o objetivo de melhorar a questão de vida, saúde, segurança, bem-estar e trabalho dos cães. "tais projetos têm como objetivo fortalecer cada vez mais o direito dos animais e a responsabilidade na posse dos mesmos, assim como capacitar as pessoas a exercerem com qualidade suas atividades", observa Daniel Ignácio. O primeiro Simpósio Abracino de Posse Responsável é um exemplo do excelente trabalho que a associação vem desenvolvendo. Direcionado às pessoas que interagem com animais - principalmente cães - o simpósio foi realizado na Câmara Municipal de São Paulo, no mês de maio, e contou com a presença de diversas personalidades, como o vereador Roberto Trípoli e o Secretário Estadual da Juventude do Esporte e Lazer do Estado de São Paulo, Lars Grael. Durante todo o dia do simpósio, foram realizadas palestras e debates, que abordaramtemas, como posse responsável, controle e criação de cães com potencial agressivo, papel das associações cinotécnicas e kennel Clubes e reconhecimento da profissão de adestrador de cães. Para os diretores da Abracino, o evento atingiu as expectativas desatisfatórios resultados, onde puderam constatar que os apoios recebidos se deram do reconhecimento da sociedade decorrentes de seus esforços, honestidade e pela lisura das propostas apresentadas. "Estamos sempre abertos e atentos às melhorias dos segmentos, quando nossas expectativas se resumem nas melhores possíveis", enfatiza o vice-presidente. Ao mencionar a visão da cinotecnia no Brasil, Daniel Ignácio enfatiza que o mercado pet tem crescido de forma constante. No entanto ele ressalta ser de extrema importância que haja uma maior atenção às leis, às questões sociais e aos direitos dos animais e, não simplesmente o usufruto financeiro da situação. "O governo e a sociedade civil devem se comprometer em melhorar o trato com os animais, de maneira a responsabilizar, tanto civil como criminalmente, os infratores e oportunista que exploram os animais de forma cruel", conclui o vice presidente da Abracino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *